Buscar

De olho na acessibilidade | Veja Brasília (Jun/2014)

Nathalia conversa exclusivamente com a revista VEJA BRASÍLIA sobre sua experiência nos aeroportos do país.


“Tem de ter jogo de cintura e muita paciência”, diz a paulistana Nathalia Blagevitch Fernandez ao ser indagada sobre a acessibilidade no Aeroporto JK. A cadeirante ganhou fama após divulgar na internet um filme no qual testa os aeroportos das doze cidades-sede da Copa do Mundo deste ano.


Em meia hora de vídeo, menos de um minuto é reservado à infraestrutura do JK. Mas, em uma conversa exclusiva com VEJA BRASÍLIA, ela revela que há, sim, muitos pontos falhos no local. Entre eles, estão balcões altos demais e mão de obra despreparada.


Fonte: Revista VEJA BRASÍLIA

0 visualização0 comentário